board-2433978__340

Oi people! Falei que iria trazer temas sobre comportamento , vida emocional e motivação e k estou eu,seja bem vindo este é o #mentesã.

Para quem não sabe, sou formada em psicologia e atuei 3 anos diretamente como psicóloga clínica e do CRAS, atualmente como empreendedora, a psicologia acaba me dando suporte em áreas afins à gestão de pessoas, sem contar que não deixei de estudar a área, por isso quero também aproveitar o espaço do blog para falar sobre temas da vida emocional, comportamental, trazendo esclarecimentos, motivação e porque não, trocando experiências a respeito.

E hoje o tema que vamos falar, do qual sou apaixonada, é a auto estima, porque ela é a base de nossas relações.

Mas afinal de contas, o que é auto estima? Nada mais é que o valor que a gente se dá, quanto você se gosta.

A auto estima é um sentimento tranquilo. Aquela pessoa que trata os outros como se ela fosse melhor que os outros, desvalorizando e inferiorizando o outro, no fim ,tem a auto estima baixa.

A pessoa quando se gosta e sabe que tem valor faz de tudo para potencializar a auto estima do outro.Quem não tem esse sentimento de “eu me gosto”, ou está passando por uma fase que reflete diretamente e negativamente neste sentimento de amor próprio ou está emocionalmente doente.

A auto estima está na base das relações, se a pessoa não se gosta ou não acredita nela mesma, como terá a capacidade de se relacionar com as pessoas ou mesmo profissionalmente?

E como a auto estima é formada ao longo da vida?

Ela nada mais é que reflexo do incentivo das pessoas ao redor, incentivo este que é fonte para que construamos uma auto estima baixa ou elevada.Falas como ¨você não fez mais que obrigação¨ ou ¨você não é bom o suficiente¨ podem ser  fontes negativas que só refletem negativamente na auto estima.

Este é com certeza um tema que merece mais atenção e diálogo a respeito, mas busquei elencar aqui 6 pontos que considero essenciais que a pessoa faz e que  portanto são indicativos uma auto estima saudável.

1. Não se comparar com os outros: Isso gera insatisfação, muitas vezes olhamos somente para parte boa da vida do outro, do sucesso, mas esquecemos que todos passamos por problemas e temos defeitos, por esse motivo não dá para ficar comparando nossa vid a de outras pessoas, como já dizia o poeta : “Cada um sabe a dor e a delicia do que é viver”. A comparação deve ser feita de você mesmo com você mesmo todos os dias, para ajudar a aumentar sua auto estima.

2.Se valorize, ou seja, busque pontos positivos que você tenha  e exercite eles todos os dias. Se compare a você mesmo e viva todos os dias a sua melhor versão, aprender e se lançar a novos desafios, podem ser uma boa estratégia.

3.Pare de viver seu passado: O passado te trouxe até aqui mas dê um tchau agora, pois você já vive no presente. O futuro não é igual ao seu passado a menos que você viva nele.

4.Seja “MAIS VOCÊ”: Pare de viver com pessoas que só te levam para baixo ou te desvalorizam, isso vale para você mesmo, para que pare de se auto depreciar ou se auto desvalorizar.Resumindo, não ligue para o que as pessoas falam de você, isso mina qualquer auto estima.

5.Não compita com ninguém, só com você mesmo: Estabeleça novos níveis  de desafios.Você pode ser seu maior inimigo ou maior amigo. Veja o que não fez de bom hoje que pode fazer melhor amanha.

6. Descubra e invista nas suas aptidões: Você é detalhista? Quais suas aptidões? O que você faz com maestria? É uma pessoa mais séria? Mais comunicativa? Mais brincalhona? Se conheça e descubra o que gosta de fazer, faça cursos se preciso for, mas persista criando hábito para esta escolha.

Gostaram people?! Me siga também nas minhas outras redes Página no Facebook e Insta:@instadaisaduarte.

Bjs e até a próxima!

.